Seleção FC

Início » Posts etiquetados como 'Copa 2014'

Arquivo da tag: Copa 2014

Felizmente, Álbum da Copa do Mundo 2014 não terá Figurinhas Duplas

Enfim, o lançamento do ano: o Álbum da Copa do Mundo 2014. A Panini fez nesta segunda-feira (31/03) o lançamento oficial do Álbum da Copa do Mundo 2014. Pela segunda copa seguida, a Panini resolveu não publicar seleções com Figurinhas Duplas (aquelas que para economizar espaço e terem o mesmo número de jogadores vinham com dois jogadores em tamanho menor).

Neste ano, todas as seleções contarão com o mesmo número de figurinhas, 19 no total. O Álbum terá 640 figurinhas. Cada envelope custará R$ 1 e contará com 5 cromos. O Álbum sairá pelo valor de R$5,90 (capa mole) e R$ 24,90 (capa dura). Veja na foto a seguir postada por nossos amigos Danilo Pilan e Felipe Noronha no Listagram.

Álbum da Copa 2014 terá versão em capa dura. Foto: http://listagram.com.br

Álbum da Copa 2014 terá versão em capa dura

Pesadelo de todo colecionador, as Figurinhas Duplas eram usadas para colocar seleções ‘menores’ em apenas uma página. E isso ainda é pouco perto do que foi feito no álbum de 1974. Quando iniciou com os álbuns, em 1970, a Panini colocava as seleções de destaque com três páginas e as demais com apenas duas. Na Copa posterior, optou por ter três variações. Alemanha, Itália e Brasil tiveram 24 figurinhas distribuidas em três páginas.

Já as demais seleções contaram com 16 figurinhas em duas páginas. Com exceção de Austrália, Zaire e Haiti, que foram representadas por apenas 9 cromos em uma única página. Ou seja, cada um desses times teve apenas foto posada do time, mascote, escudo, e só seis jogadores. A trágica decisão tomada em 1974 foi repensada para as edições posteriores. O erro logo foi consertado em 1978. Naquela edição, o álbum teve número igual de figurinhas para todas as seleções.

Seleção da Austrália com apenas nove cromos em 1974

Seleção da Austrália com apenas nove cromos em 1974

Mas e as Figurinhas Duplas? Elas surgiram apenas em 1982. Foi a solução encontrada pela Panini para ocupar menos espaço e colocar mais jogadores das seleções ‘menores’. As premiadas dessa edição foram Camarões, Argélia, El Salvador, Kuwait e Nova Zelândia. Em 1986, elas voltaram novamente com Coréia do Sul, Iraque, Canadá, Argélia (de novo) e Marrocos. Em 1990, foram Camarões, Costa Rica, EAU, Coréia do Sul e Egito.

A partir de 1994, a Panini trocou de cinco para três seleções com Figurinhas Duplas. Geralmente eram duas seleções do meio do livro ilustrado e uma do último grupo. Naquela Copa, os felizardos foram Bolívia, Nigéria e Arábia Saudita. Em 1998, foram Irã, Estados Unidos e Jamaica. No ano de 2002, as seleções com uma página foram Equador, Rússia e Tunísia. No ano de 2006, último com essa modalidade de figurinhas, os sorteados foram Angola, Gana e Arábia Saudita. No ano de 2010, a Panini desistiu de publicar o álbum com Figurinhas Duplas.

Adotou a regra de 1978 e optou por colocar as seleções de maneira igual e sem privilégios. Felizmente, neste ano, com a Copa sendo realizada no Brasil, a Panini optou mais uma vez em não utilizar Figurinhas Duplas e todas as seleções contarão com 19 figurinhas.

Página com figurinhas do Brasil

Página com figurinhas do Brasil em 2014

Figurinhas Duplas em Copas

Figurinhas Duplas surgiram em 1982. Ajudavam a reduzir o número de páginas e manter o mesmo número de jogadores que outras seleções. Confira quais seleções tiveram Figurinhas Duplas:

1982 – Camarões, Argélia, El Salvador, Kuwait e Nova Zelândia

1986 – Coréia do Sul, Iraque, Canadá, Argélia e Marrocos

1990 – Camarões, Costa Rica, Emirados Árabes Unidos, Coréia do Sul e Egito

1994 – Bolívia, Nigéria e Arábia Saudita.

1998 – Irã, Estados Unidos e Jamaica.

2002 – Equador, Rússia e Tunísia.

2006 – Angola, Gana e Arábia Saudita.

Seleção do Canadá foi apenas para a Copa de 1986 e teve Figurinhas Duplas

Seleção do Canadá foi apenas para a Copa de 1986 e teve Figurinhas Duplas

Curiosidades de 1974

Seleções com três páginas – Alemanha, Itália e Brasil foram as únicas seleções com 24 figurinhas em três páginas. Foi a única vez que técnicos e até dirigentes apareceram nos álbuns.

Seleções com uma página – Austrália, Zaire e Haiti contaram com apenas nove figurinhas, sendo seis jogadores, foto posada, mascote e brasão.

Brasil teve até dirigente no Álbum de 1974

Brasil teve até dirigente no Álbum de 1974

Jordânia e Uruguai: duelo de semelhanças

A Seleção Jordaniana de Futebol poderá ser uma das estreantes em Copas do Mundo. Uruguai poderá participar novamente de outra edição do torneio. A tarefa será difícil para as duas. A repescagem mundial acontece nos dias 13/14 e 20 de novembro. Mais do que vencer o Uruguai, os jordanianos querem provar a evolução vivida no futebol local e fazer história. Mais do que vencer a Jordânia, o Uruguai quer provar que tem uma seleção forte como em 2010.

Garoto torce por vitória do Uruguai nas Eliminatórias da Copa (Foto: http://www.flickr.com/photos/jikatu/5971695285/)

Garoto torce por vitória do Uruguai nas Eliminatórias da Copa (Foto: http://www.flickr.com/photos/jikatu/5971695285/)

Um dado comum entre as duas é o fator casa. Tanto Uruguai quanto Jordânia apresentaram um forte futebol jogando em seus domínios, mas foram mal jogando como visitantes. Os asiáticos perderam apenas para o Iraque jogando em casa e venceram as favoritas Austrália e Japão. Já fora de casa, cinco derrotas e duas delas de goleada para Austrália (4×0) e Japão (6×0).

Os bicampeões mundiais tiveram uma campanha pífia fora de casa. Em oito jogos foram cinco derrotas, um empate e duas vitórias. Foram três goleadas: Argentina (3×0), Bolívia(4×1) e Colômbia (4×0). Nas partidas em casa, os números mudam de figura. Nos mesmos oito jogos foram cinco vitórias e três empates.

Jordânia foi goleada pela Austrália jogando fora de casa (Foto: http://www.flickr.com/photos/nazgulhead/9635372402/)

Jordânia foi goleada pela Austrália jogando fora de casa (Foto: http://www.flickr.com/photos/nazgulhead/9635372402/)

Se as duas seleções mantiverem o mesmo histórico, quem fizer mais gols em casa e tomar menos gols fora, leva a vaga para a Copa 2014.

Veja os números das duas seleções nas eliminatórias:

Uruguai

Seleção Uruguaia na Copa do Mundo 2010 (Foto: http://www.flickr.com/photos/articularnos/4727459890)

Seleção Uruguaia na Copa do Mundo 2010 (Foto: http://www.flickr.com/photos/articularnos/4727459890)

16 jogos
7 vitórias
4 empates
5 derrotas

8 jogos em casa: 5 vitórias e 3 empates
8 jogos fora: 2 vitórias, 1 empate e 5 derrotas

gols marcados em casa: 20
gols sofridos em casa: 10

gols marcados fora de casa: 5
gols sofridos fora de casa: 16

Jordânia

Estádio Internacional de Amã recebeu a visita do Papa Bento 16 (Foto: http://www.flickr.com/photos/h2onews/3528705884/)

Estádio Internacional de Amã recebeu a visita do Papa Bento 16 (Foto: http://www.flickr.com/photos/h2onews/3528705884/)

18 jogos

8 vitórias
4 empates
6 derrotas

9 jogos em casa: 6 vitórias, 2 empates e 1 derrota
9 jogos fora: 2 vitórias, 2 empates e 5 derrotas

gols marcados em casa: 21
gols sofridos em casa: 8

gols marcados fora de casa: 9
gols sofridos fora de casa: 18

Repare que os números são muito parecidos e demonstram um equilíbrio de campanhas. Claro, não existe parâmetro em relação aos adversários, que na Ásia são tecnicamente mais fracos, mas quando a análise é feita em relação aos jogos em casa e fora, pode-se observar que a semelhança existe e deverá ser o grande trunfo das duas seleções.

Quem perde mais ao não ir para a Copa 2014: Suécia ou Portugal?

Logicamente que todo apreciador de bom futebol gostaria de contar com as duas seleções na Copa de 2014. Difícil escolher entre uma e outra, mas infelizmente uma delas ficará de fora. Suécia, de Ibrahimovic, ou Portugal, de Cristiano Ronaldo.

Cristiano cumprimenta Zlatan após jogo entre Portugal e Suécia. (Foto: Reprodução Internet)

Cristiano cumprimenta Zlatan após jogo entre Portugal e Suécia. (Foto: Reprodução Internet)

A Classificação sueca garantiria que Ibrahimovic jogasse mais uma Copa do Mundo. O jogador terá 33 anos em 2014, nada impede ele de jogar em 2018 aos 37 anos, mas estará mais velho e poderá não apresentar o mesmo futebol que quando mais novo. A Suécia perderá muito com isso, assim como perdeu com a ausência da Copa de 1998, que poderia ter sido a última de Tomas Brolin e Martin Dahlin. Além do auge de Henrik Larsson.

Por outro lado aconteceria o mesmo com a ausência portuguesa. Cristiano Ronaldo encontra-se no auge e conta com a ajuda de Nani. Juntos, os dois têm chances de levar Portugal mais longe do que em uma próxima Copa, sem eles. Ambos tem idade para jogar em 2018, mas será que terão o mesmo vigor físico? Talvez não.

Seleção Portuguesa na Eurocopa 2012 (Foto: Reprodução Internet)

Seleção Portuguesa na Eurocopa 2012 (Foto: Reprodução Internet)

A desclassificação de Portugal iria interromper uma sequencia de três participações seguidas em Copas, um recorde. Caso classifique, conseguirá aumentar a marca para quatro copas. A desclassificação da Suécia faria com que a ausência dos nórdicos em Copas fossem de 12 anos.

Caso se classificasse, a Suécia provavelmente veria a despedida de emblemáticos jogadores de Copas do Mundo como Svensson, com 38 anos, Kallstrom, com 32, Isaksson, com 33, e até mesmo de Ibrahimovic, com 33 anos. Portugal não sofreria tanto com isso, pois seus principais jogadores são de uma geração anterior e teriam a chance de disputar pelo menos mais uma Copa além da Rússia 2018. Perderiam apenas pelo envelhecimento da equipe.

Seleção Sueca em amistoso contra a Irlanda. (Foto: Reprodução Internet)

Seleção Sueca em amistoso contra a Irlanda. (Foto: Reprodução Internet)

Qualquer uma das equipes que ficar de fora terá motivos para lamentar. Qualquer uma das equipes que conseguir se classificar terá motivos para comemorar. Tanto Suécia quanto Portugal valerão os ingressos e serão grandes seleções presentes ou ausentes. Quem perde mais?

As duas seleções se enfrentam nos dias 15 e 19 de novembro, em Portugal e na Suécia respectivamente.

Confira o comercial da nike feito em 2008:

Histórico de confrontos entre as duas seleções:

Portugal e Suécia

15 jogos (7 jogos em Portugal e 8 na Suécia)
6 vitórias da Suécia (4 em Portugal e 2 na Suécia)
6 empates (3 em Portugal e 3 na Suécia)
3 vitórias de Portugal (0 em Portugal e 3 na Suécia)

24 gols marcados pela Suécia (16 em Portugal e 8 na Suécia)
14 gols marcados por Portugal (8 em Portugal e 6 na Suécia)

Tipo de jogos
Amistosos:
5 jogos
2 vitórias da Suécia
1 vitória de Portugal
2 empates

Eliminatórias da euro:
4 jogos
1 vitória de Portugal
1 vitória da Suécia
2 empates

Eliminatórias para a Copa:
6 jogos
3 vitórias da Suécia
1 vitória de Portugal
2 empates

Primeira partida das Eliminatórias para a África do Sul 2010 entre Suécia e Portugal. (Foto: Reprodução Internet)

Primeira partida das Eliminatórias para a África do Sul 2010 entre Suécia e Portugal. (Foto: Reprodução Internet)

Resultados:
Primeiro jogo: 1º jogo
20 de novembro de 1955, em Lisboa (Portugal)
Portugal 2 x 6 Suécia – Amistoso

Primeira vitória da Suécia: 1º jogo
20 de novembro de 1955, em Lisboa (Portugal)
Portugal 2 x 6 Suécia – Amistoso

Primeira vitória de Portugal: 7º jogo
12 de setembro de 1984, Solna (Suécia)
Suécia 0 x 1 Portugal – Eliminatórias da Copa de 1986

Último jogo: 15º jogo
28 de março de 2009, Porto (Portugal)
Portugal 0 x 0 Suécia – Eliminatórias da Copa de 2010

Última vitória de Portugal: 12º jogo
16 de outubro de 2002, Gotemburgo (Suécia)
Suécia 2 x 3 Portugal – Amistoso

Última vitória da Suécia: 8º jogo
14 de novembro de 1984, Lisboa (Portugal)
Portugal 1 x 3 Suécia

Gostou? Curta! Comente!

Acesse também: https://www.facebook.com/selecaofc01

Goleiro da Colômbia baterá recorde se for convocado para a Copa 2014

O goleiro Farid Mondragón, da Colômbia, caso seja convocado para 2014, baterá o recorde de jogador mais velho em uma Copa do Mundo. Atualmente a marca pertence ao camaronês Roger Milla, que aos 42 anos e 39 dias jogou sua última partida na Copa de 1994 contra a Rússia. Mondragón está com 42 anos e 4 meses ( é de 21/06/1971).

Imagem

Mondragón é o goleiro titular da Colômbia (Foto: Reprodução Internet)

Imagem

Mondragón estava no Álbum da Copa de 1994. (Imagem: Reprodução Internet)

A Copa do Mundo do Brasil acontece durante os dias 12/06 e 13/07. Assim, se jogar a primeira partida de qualquer um dos grupos, o goleiro terá cerca de 42 anos e 11 meses, quase 43 anos, estabelecendo um novo recorde.

Outro fato curioso é a longevidade de Mondragón atuando por sua seleção.

Figurinha de Mondragón na Copa de 1998 (Imagem: Reprodução Internet)

Figurinha de Mondragón na Copa de 1998 (Imagem: Reprodução Internet)

Apesar de não ter atuado, Mondragón foi convocado para a Copa de 1994. Isso coloca o goleiro em um intervalo de 20 anos defendendo a seleção colombiana. Será o primeiro jogador a atuar em um intervalo de 6 Copas do Mundo. (1994 até 2014).

Entretanto não vai quebrar o recorde de mais Copas disputadas pertencentes ao mexicano Antonio Carbajal e alemão Lothar Matthäus com 5 copas (Buffon igualará o recorde se for convocado para 2014).

Além da Copa de 1994, Mondragón também fez parte da seleção na Copa de 1998, já como titular em um time com Valderrama e Rincón. A Colômbia foi eliminada ao fim da primeira fase. Após 98, foram três copas longe das fases finais.

Em 2002, foi a sexta colocada nas eliminatórias. Ficou atrás do Uruguai no saldo de gols. Para 2006,  a Colômbia foi novamente a sexta colocada e ficou de fora. Para a Copa na África, ficou com a sétima posição. Já para a Copa de 2014, foi a segunda seleção a garantir vaga para o torneio durante as eliminatórias da América do Sul.

Imagem

Seleção Colombiana durante a Copa de 1998. (Foto: Reprodução Internet)

A última Copa sem o México

Imagem

México sofreu, mas conseguiu a repescagem (Foto: Reprodução Internet)

A última Copa do Mundo FIFA sem a presença da Seleção Mexicana foi na Itália em 1990. Na ocasião, os mexicanos sequer participaram das eliminatórias para aquela copa. O motivo foi uma punição colocada pela FIFA depois de o México utilizar jogadores acima do limite de idade permitido pela entidade na fase preliminar para o Mundial Sub-20 de 1989. A pena foi aplicada em todas as esferas e o México ficou suspenso pela FIFA em qualquer competição internacional.

Na época apenas duas seleções da CONCACAF ganhariam vaga para a Copa de 1990. Com a punição mexicana, a Costa Rica conseguiu o primeiro lugar nas eliminatórias e debutou em copas. Os Estados Unidos voltaram a disputar uma edição do torneio após 40 anos fora.

Por ironia do destino essas duas seleções foram protagonistas ontem de momentos críticos da seleção mexicana nas eliminatórias. A Costa Rica venceu o México, por 2 a 1, em San José, nesta terça (15/10), e obrigou os mexicanos a torcer por uma vitória ou um empate dos Estados Unidos com o Panamá para poderem jogar a repescagem para a Copa 2014. O Empate dos EUA vieram apenas aos 42 minutos, seguido de uma virada nos minutos seguintes e confirmou a participação mexicana na repescagem mundial contra a Nova Zelândia.

Classificação final da quarta fase das eliminatórias da CONCACAF:

Estados Unidos – 22 pontos
Costa Rica – 18 pontos
Honduras – 15 pontos
México – 11 pontos
Panamá – 8 pontos
Jamaica – 5 pontos

Repescagem Mundial

Agora o México terá a Nova Zelândia na Repescagem Mundial. Os jogos acontecerão nos dias 13 e 20 de novembro. A partida de ida acontece no México e a volta na Nova Zelândia. O vencedor do confronto garante uma das vagas para a Copa 2014.